Transporte irregular em Petrópolis precisa ser fiscalizado

Para quem me conhece sabe que tenho várias restrições às empresas de ônibus da cidade, pois como usuário do transporte público vivo diariamente a falta de qualidade do transporte, sem contar os problemas de mobilidade urbana.
Mas, esta semana me sinto no dever de parabenizar o Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários de Petrópolis (Setranspetro) ao denunciar o transporte irregular na cidade.
É importante destacar que precisamos defender o transporte público, isto é o ônibus, o serviço de transporte de passageiros individual (táxi) e também o oferecido por aplicativo (Uber, 99 e outros), regulamentados.
Diante disto não podemos permitir e nem sermos favoráveis ao transporte irregular de passageiros seja qual for a modalidade. A existência deste tipo de serviço irregular, mesmo que seja para atender uma parte da população insatisfeita com os serviços regulamentados, não pode ser aceita, pois é a mostra clara de falta de ordenação urbana e controle do Poder Público.
Neste sentido é fundamental que todos os entes envolvidos, mas a Câmara Municipal e a Prefeitura com seus órgãos atuem no sentido de coibir os serviços de passageiros irregulares.
Ao combater este tipo de irregularidade o objetivo é claro, ordenar os serviços, garantir que a população seja atendida por um serviço regulamentado, segurança para os passageiros e o mais importante, garantir a ordem público, para que não vivamos o que outras cidades sofrem com serviços oferecidos de forma criminal e irregular.
O Poder Público precisa agir com seriamente e responsabilidade neste caso, assim como em tantos outros. Cabe a CPTrans fiscalizar e punir na forma da lei quem pratica o transporte irregular e não precisa esperar, a legislação federal já criminaliza o transporte irregular.
Se queremos um país melhor, precisamos cumprir a lei e isto não é somente para quem oferece o serviço, mais também para quem utiliza o serviço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *