Dom Gregório Paixão visita locais atingidos pelo transbordamento dos rios em Raiz da Serra

Esta semana, o bispo diocesano, Dom Gregório Paixão, OSB, visitou a Paróquia Nossa Senhora da Conceição, Raiz da Serra, a região do 6º Distrito de Magé atingida pelas fortes chuvas do dia 20 de março. Durante a visita, o bispo conversou com pessoas atingidas pelo transbordamento do rio e reafirmou o compromisso da Diocese, por meio do Projeto Presença Samaritana, de ajudar todas as vítimas.

A visita aos locais atingidos pelo transbordamento dos rios foi acompanhada pelo Vigário Paroquial de Raiz da Serra, Padre João Pedro, pela professora Beatriz Leal e outros paroquianos, assim como de um representante da missão do Sodalícios na Paróquia, que vai atuar no apoio às vítimas. Durante a conversa com eles, Dom Gregório Paixão falou da importância da Igreja está próxima das famílias atingidas pela tragédia, frisando que a Diocese tem todos os recursos para ajudar as vítimas.

Dom Gregório Paixão visitou a sede da Associação de Moradores da região de Raiz da Serra, onde conversou com as lideranças e mais uma vez colocou os recursos da Diocese para ajudar as vítimas. Como um dos problemas para ajudar as vítimas é conseguir água potável, o bispo pediu que as lideranças comunitárias entrassem em contato com o Projeto Presença Samaritana para receberem água.

Na sexta-feira pela manhã, uma caminhonete da Associação de Moradores estava na sede da Mitra Diocesana pegando água e outros materiais para dar às vítimas. As lideranças agradeceram o apoio e vão aguardar outros materiais que serão entregues por meio da Paróquia de Raiz da Serra.

Ao final da visita, Dom Gregório Paixão manifestou sua tristeza pela situação das famílias que perderam tudo e algumas, inclusive a casa, cuja estrutura ficou abalada com a força da água. “É muito triste ver toda esta situação. O povo sofre e quando ocorre uma tragédia dessas a situação piora. Por isso a Igreja sempre se coloca ao lado do povo, não apenas para o apoio espiritual mas também para o apoio material”, frisou o bispo diocesano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.